POEMAS CULTURA
comentar
publicado por dengue DENGUE, em 23.08.10 às 21:05link do post | favorito
Brilho no olhar enganando meu coração
Agradável e fatal
Realidade ou fantasia?
Venetas do meu ruar

Contradizo-me ao manter solidão
Mas me sinto simples, singular e circular
E por um segundo no meu homízio recôndito
Leio-te

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 16.08.10 às 14:24link do post | favorito

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 16.08.10 às 14:22link do post | favorito
Nessas múltiplas simplicidades da cidade
Vejo coisas feias e abdominais.
Assim tem tempo de eu fugir da chuva
E dos ovos.


De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 16.08.10 às 14:15link do post | favorito
é dificil se ter opinião quando não se sabe o que quer.
acorda bem disposto
com um sono incomodando suas condições fisicas e pensamentos.
beber um suco bem doce com algum salgado amargo.
querer participar de um campeonato e não n querer chegar em primeiro lugar.
não quer ter amigos, mas reclama que está sozinho.
tons altos e traços da morte assistidos a meia noite,
voce teria coragem de ver um filme de terror comigo?
melodia calma de lágrimas escorrendo no rosto em camera lenta
que sono vou tomar café para acelerar os pensamentos e ficar acordado

De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 02.08.10 às 20:52link do post | favorito

 

TECNOLOGIA DE COMPUTADOR

 

hoje perdi algo de minha importancia

é de valor pessoal e sentimental

por erros de tecnologia e burrices.

 

tudo naquele que depositei a minha vida,

a minha história foi embora sem se despedir.

e essa coisa que perdi,

não sei se poderei recuperar,

mas um belo poema ele se transformará.

 

fico triste,

mas depois que tiver certeza que fiz,

ficarei pior .

 

assim eu aprendo que papel e caneta

não são traidores

e nela que eu deveria confiar.


comentar
publicado por dengue DENGUE, em 02.08.10 às 17:10link do post | favorito

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 26.06.10 às 18:03link do post | favorito
Foi uma noite mais que especial. Desejos, parecia que depois de tudo voltaria ao normal. Carinho e preservação, me foi revivido pelo amigo. Ansiava certo encontro. Chamado silencioso me mantém só, quase a ir embora, me prendi ao que pra mim brilhava divino. Acompanhada. Olhares sem encontro guiaram até o amanhecer. Flor de sutil encanto, dentre tantas irmãs me incita escalada como gato e a desposo, como espelho da noite: bela, repleta de cores mas sem odor algum. Virou presente.

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 24.06.10 às 14:11link do post | favorito
O amor é engraçado,

Com alguns trechos de terror e tristeza.


O amor é valioso,
Ás vezes com dor e brigas.

O amor é divertido,
Porém desafiador.
O final pode terminar com “felizes para sempre”
Ou apenas um adeus tragico.

O amor pode ser em busca da felicidade
Ou em busca da alice no pais das maravilhas
Onde o coelho usa uma cartola e um smoke
E voce precisa matar um dragão por dia
Para que isso se torne verdades



De algumas mentiras...

De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 18.06.10 às 21:46link do post | favorito
Pega-me, entre os dedos
Vamos correr por estes campos
Vê que o tempo impiedoso
É presa fácil dos amantes?
E amores como um rio
Buscando mares tão distantes?

Correremos depressa pois a vida
É tão fugaz quanto uma flor
E dura menos que o beijo
Roubado do primeiro amor

Neste momento vou guardar
O teu sorriso em minha mão
Vou fugir, me esconder
Nas noites do teu coração

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 14.06.10 às 18:17link do post | favorito
O Invisível é tão real quanto o visível
e só o coração que sabe disso.
Há canções que não se escutam com os ouvidos,
toques que não são físicos.
Quem é capaz mensurar um sentimento?


Muitos na saudade vão aos cemitérios,
outros olham para cima.
Porque sentem que seu lugar é o mesmo das estrelas,
e isso não se explica.
É o que faz olhar para cima, com os olhos brilhando...


O cadáver se dissolve no solo; a consciência, não tão simples.
O que é da Terra retorna para Ela; o que é das Estrelas...
com a canção dos astros retumbando todas as esferas,
a qual o coração escuta, e se encanta.
Nada de tumbas ou dramas.
A vida é maior do que isso.

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 11.06.10 às 10:52link do post | favorito
mesmo acompanhado

de tantas pessoas ao meu redor
que me adoram


ainda me sinto sozinho
sempre no meu canto,
isolado com meus pensamentos

me perguntando se vale a pena
estar com essas pessoas que me adoram!


é complicaso dizer que certas coisas,
seja ela material ou sentimental possa trazer alegria
estou magoado com meus sentimentos
magoado em não conseguir mudar o meu jeito

doente e imcompreensivel,
mas ainda continuo, seguindo sem rumo
e sem destino em busca da felicidade

em busca da Alice no Pais das Maravilhas

De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 10.06.10 às 11:00link do post | favorito
Eu Vejo Muito Rosto Bonito Eu Vejo Muitos Corpos Sensuais


A Desculpa Sempre São As Mesma:
"Sou Bela Porque Deus Me Deu Esse Privilégio"

Mas Você Se Importa Com O Que É Certo Ou Errado
Com O Que É Belo E Feio?
Hoje Você Esta Na Moda
Hoje Todos Te Admiram
Amanha Você Terá As Rugas
Amanha Voce Terá Apenas Uma Cadeira Para Balançar


Não Seja Hipócrita
E Me De Um Pouco De Atenção
Eu Não Mordo, Não Sou Cachorro
Sou Muito Mais Que Os Seus Olhos Possam Ver
Mas Muitos São Cegos

E Nada Importa Se Não For Belo E Admirável


Sou Uma Pessoa Bem Chata
Mas Não Sou Vulgar

Então Tente Apenas Uma Vez Na Vida
Me Ver Alem Da Minha Forma Física E Ridícula
Que Sou Apenas Uma Pessoa Comum
Igual A Você

De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 07.06.10 às 17:45link do post | favorito

vioencia

 

 

Jornais sensacionalista gostam de mostrar violencia e fofoca.

Esquecem que para mudar esse Brasil precisamos de Educação

FAÇO UM APELO

mudem de programação
ao invez de mostrarem violencia e fofoca
coloquem programas educativos

parem de ser hipócritas e pensarem apenas no ibope e dinheiro


comentar
publicado por dengue DENGUE, em 14.05.10 às 05:27link do post | favorito

EU VEJO MUITO ROSTO BONITO
EU VEJO MUITO CORPOS SENSUAIS

AS DESCULPA SEMPRE SÃO AS MESMA:
"SOU BELA PORQUE DEUS ME DEU ESSE PRIVILÉGIO"

MAS VOCÊ SE IMPORTA COM O QUE É CERTO OU ERRADO
COM O QUE É BELO E FEIO?

HOJE VOCÊ ESTA NA MODA
HOJE TODOS TE ADMIRAM

AMANHA VOCE TERÁ AS RUGAS
AMANHA VOCE TERÁ APENAS UMA CADEIRA PARA BALANÇAR

NÃO SEJA HIPÓCRITA
E MÊ DE UM POUCO DE ATENÇÃO
EU NÃO MORDO, NÃO SOU CACHORRO
SOU MUITO MAIS QUE OS SEUS OLHOS POSSAM VER

MAS MUITOS SÃO CEGOS
E NADA IMPORTA SE NÃO FOR BELO E ADMIRAVEL

SOU UMA PESSOA BEM CHATA
MAS NÃO SOU VULGAR
ENTÃO TENTE APENAS UMA VEZ NA VIDA
ME VER ALEM DA MINHA FORMA FISICA E RIDICULA
QUE SOU APENAS UMA PESSOA COMUM
IGUAL A VOCE


comentar
publicado por dengue DENGUE, em 11.05.10 às 00:38link do post | favorito


http://www.youtube.com/watch?v=_7Ssq1sDNnU

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 07.05.10 às 21:15link do post | favorito
Minha tia é malvada, não me deixa fazer nada.

Não deixa jogar bola, não deixa andar de bicicleta.
Não me deixa ir pro rock roll.
- Oh titia vou contar para minha mãe,

Que a senhora não me respeita e ainda me rejeita.

Ela então disse:

“- Não abuse do meu poder e da minha autoridade,
Pois você é maloqueiro e vagabundo ““.
Pois eu responderei:

“- Oh titia vê se não me reprimi, pois terá uma decepção.
Porque o poder está em seu pensamento
De ser igual aos seus amigos e irmãos ““.

A titia não aceita minha ideologia de ser anarquista
Diz que sou errado e ao mesmo tempo burro,
Visto-me mal e tenho cabelo sujo.

Mas eu vou te confessar
O sistema de filhos da puta
Eu vou derrubar

Cuidada titia enquanto estiver dormindo
Entrarei no seu quarto de moicano e coturno
E te fazer uma lavagem cerebral.
Que titia vadia,
Acaba de me bater
Eu não fiz nada.
E acabaram me crucificando


Viva o punk rock,

Viva a anarquia!

É isso que vou fazer

Com a vadia da minha tia


De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 03.05.10 às 20:50link do post | favorito

 

 

São tantas e poucas atitudes

rapidamente devagar para pensar

em um pequeno e grande tempo

entre o alto e o baixo,

pois parar e andar com o pensamento

e a memória

você iria se perder no momento que te acharás.


comentar
publicado por dengue DENGUE, em 03.05.10 às 20:06link do post | favorito

 

DANIELLE

 

 

 

 

 

é dani, danielle,

é tudo com dois éles

 

e tu vai se apaixonar,

sorrindo e chorando para nos alegrar

toma mamadeira e só pensa em descansar

é tão bonitinha fácil de se apaixonar

é a nova da família que só pensa em brincar.

o problema é que só pensa em chorar

acordando todo mundo sem deixar ninguém descansar.

toma seu leitinho para depois arrotar.

faz cocozinho na fralda pra depois a vovó trocar

dorme sorrindo só pra nos alegrar.

 

essa é a dani,

especialmente danielle.

com dois éles.

 

(dedicada a minha sobrinha)


comentar
publicado por dengue DENGUE, em 02.05.10 às 17:31link do post | favorito
Coisas me acontecem num sonho muito horrivel
e elas são lembranças de saudades que viram pesadelos
me desfruto na liberdade, a minha paciência e a minha individualidade
que será arrancada em uma única flexada dada por duas crianças.

mas digo tudo,
e é tudo uma lição tão gostosa e ao mesmo tempo espantosa.

De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 20.04.10 às 16:36link do post | favorito
Certa vez, para provar tanto sentimento a alguém ousei presentear uma estrela, mas não encontrei.
O céu, ouvindo meu pranto me concedeu o dom de ser parte de sua constelação, pois em mim ardia a mesma força de um astro.
Com minha nova visão, percebi que lá de cima não se vê tanta luz própria como adimiramos aqui em baixo, me fazendo sentir só.
Foi quando entendi que meu brilho acontece apenas quando você está perto...

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 23.03.10 às 16:55link do post | favorito
Amor e Dor são realmente um bom casal, em rima.
Sempre por perto do nobre sentimento está o outro gerando memórias,
um medo de se confundir nas cicatrizes como a perda, o que abala
esta única razão de ser um Eu, uma existência.
A partir de hoje, eu decreto lutar bravamente contra a dor
se por acaso tiver medo vou me lembrar do quanto é lindo sentir o amor sem medidas
o amor sutil que acontece agora e adormece no calor das boas lembranças.
Amor somado, completa a união, cria a vida.

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 23.02.10 às 18:12link do post | favorito
Lanço-me neste tempo a frente, sem medo
como general transformo-me nesta busca alucinante sem limitações
Percorro os vales da inveja, adentro as trevas da falsidade
lanço-me nas águas turmalinas do equilíbrio
torno-me senhor de minhas selvas

Embriago-me da esperança
alimento-me da persistência
passo a ouvir só o coração vigiado com os cuidados da razão

Abro o livro do passado e com o apagador do perdão
faço do velho livro páginas alvas do futuro...

Entrego as mãos a cada um de meus irmãos
aceito as diferenças
beijo a criança, me posto diante do ancião
reconheço meus erros e chamo para meu professor o maior de todos: o Amor!

Cultivo minhas terras e faço delas jardins de encanto
alimento minha fé e coloco-me ao lado de anjos guerreiros
Faço de meu lar recanto de paz entrego minha alma à luz
preparo-me para com meu sorriso abrir os caminhos do afeto
Não espero nada adiante de ninguém ofereço a todos o respeito
e faço dele exemplo a ser seguido

Rasgo o peito, grito pelo amor
busco-te agora pronto
nada temo
nada mais me faz recuar... rasgo meus céus e o sorriso toma-me a alma...
 
de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 08.02.10 às 17:22link do post | favorito
Agora falta pouco ou falta nada
Mergulho bem fundo, com muita harmonia
Giro, desço, subo
Até alançar o seu sorriso

Inebriado na felicidade da uva
Um oceano no meu peito e uma gota em meus olhos
Suspiro, canto, pulo
Na hora de sua chegada

Esquivando pro cantinho
Nosso mundo paralelo
O que o tempo faz! o que o tempo fez?

Juntos mais uma vez
Saio da profundeza
Caio em seus braços
Você cabe perfeita no meu abraço
E só resta me derreter
Cheio de mel, pra te embreagar, sem ninguém nos ver...

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 04.02.10 às 12:40link do post | favorito
Coloco o amor em giz
em palavras vivas no quadro negro
que por descuido, medo ou receio
viram pó
me deixando só
com as nuvens do meu sentimento

Levanto a poeira com meu devaneio
desenhando nas sombras
o que não lamento
e refazendo por teimosia
aquilo o que os desabores apagam

Mudo os sonhos de lugar
sorrio em vez de chorar
e sigo cético
em viver sem paixão

Pois se os fracos
ficam pelo caminho
seguirei sozinho
até o amor
ser o sinônimo
de minha vida

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 28.01.10 às 12:58link do post | favorito
Queria estar aí
pra sorrir ao te fazer dormir
colorir tua noite
com o reflexo de minha lua
e a nudez de nossos pensamentos
que se unem e se complementam

Ter o riso fácil no momento mais difícil
que só você me provoca
e invoca
tudo o que há de mais belo
no interno de nossos seres

Na noite fria
ser a simples extensão de seu coração
comandando nossos movimentos
ora displicentes, ora intensos
brincando em segredo
com nossos desejos de adulto

Te brindar com o absurdo
e esquecer o real
Afinal, amanhã é só mais um dia
que nossa fantasia tornará infinito

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 26.01.10 às 08:47link do post | favorito
Calma meu amor!
A felicidade pra nós não tem limites
Lembra daquele conselho seu
Levanta o rosto e sorria!

Sim, estou mais que ao seu lado:
Estás dentro de mim...

A todo momento penso, arrepio
Forte como o abraço das águas de uma cachoeira
Puro sentimento e sentimento puro
Já não vejo o chão, longínquo...
Tropeço em estrelas e me aqueço com o Sol
do calor que me provocas

Pra que apoio, se os nossos anjos iluminam a escuridão?
Pra que sofrer, se tenho você

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 20.01.10 às 11:20link do post | favorito


De: Imperador

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 19.01.10 às 15:42link do post | favorito
Ainda sou o amor
na névoa dos sonhos
antes do anoitecer
na luz solitária
do último farol
na ilha perdida
onde zarpam as vontades
e adormecem os desejos

Ainda sou a paixão
na distância dos corpos
e na coalisão das almas
de cores puras
e paisagem alva
que rasga o negro
e recria teu brilho

Ainda sou a esperança
pela melodia
que não me sai da cabeça
pelo ar que desenha
em meus cabelos
tuas carícias
e me traz você aqui

Ainda sou humano
por tropeçar em meus erros
lamentar minhas perdas
e carregar as pedras
que devem ficar no caminho

Ainda sou louco
por contrariar a lógica
e chamar teu nome
por fechar os olhos
pra encontrar o rumo
e brincar como criança
em meu corpo adulto

Ainda sou animal
que ataca
quando sente medo
que briga
quando está inseguro
e fere
por se sentir ferido

Ainda sou o amor
apaixonado
esperançoso
humano
louco
animal
te entregando
o que tenho de mais divino

de: Rei

comentar
publicado por dengue DENGUE, em 18.01.10 às 15:47link do post | favorito
Gostaria de ir até seu encontro
Mas não sei se me fará bem
Então fico sem lugar, no mesmo lugar
Vou cuidar de mim, trabalhar...

Como, aquele gosto de pureza da criança inocente
Se perde momentaneamente e esconde?
Tudo tem seu lugar
Meu coração pediu pra continuar

Eu desobedeci... ele me fez acreditar
Estou onde comecei

A flor ainda não é fruto
Mas sempre retorna a sábia criança
que reclama bem alto seus desejos
e conquista assim seus sonhos

de: Rei

subscrever feeds
blogs SAPO
subscrever feeds