POEMAS CULTURA
comentar
publicado por dengue DENGUE, em 14.01.11 às 19:54link do post | favorito
Tecer o êxodo do pensamento
Compor simbolos e sinais
Caracteres da Luz sorvidas
Apadrinhadas no mérito sem análise de prefácio
Apenas sopro do mais puro intento

Voar com a brisa embalando minha tempestade
Escutando sons que equilibram o compasso
Tocar a melodia que silencia
Bailar em maestra liberdade
Com tudo aquilo que habita em mim

de: Rei

blogs SAPO