POEMAS CULTURA
comentar
publicado por dengue DENGUE, em 05.04.11 às 22:38link do post | favorito

DECEPÇÃO DE UM AMOR

 

estou num sentimento tão confuso

que estou sendo levado

pela minha razão e pelo meu coração

 

pensei que eu estaria preparado por uma decepção amorosa

 

pensei que eu era forte como um trator de furacões das paixões.

 

mas aquela menina

que sempre vinha com sorrisos e alegrias

 

ou talvez,

sejam apenas mentiras

para disfarçar a raiva que você tem por mim.

 

e tiro a conclusão

que é sempre bom trabalhar

com hipóteses e não ser egoísta.

 

agora estou num sentimento tão estranho

que eu não consigo chorar por tudo que está acontecendo...

 

e você me apega no mesmo tempo que me joga fora.

e isso não se faz com as pessoas que te amam

não as usem como se fossem objetos de roupas.

 

hoje não quero a sua compaixão idolatrada pelas amigas

 

e que não seja mais ridícula pelas decisões dos outros.

porque minha intenção foi apenas me apaixonar por você

sem medir as conseqüências nela depositada.

 

Eu não sabia que você iria me transformar

Num monstro horrível de bondade.

 

 

 

então,

Naquela noite

fui caminhando para o hospital,

porque meu psicólogo disse

que tenho problemas de alergias e solitária.

 

e tirei a conclusão

que eu realmente tenho problemas de personalidade,

 

mas a metade da culpa é de pessoas que não sabem me amar.

 

você já tem a vida feita

é mimado pelos pratos de ouros e choros

sou só um pobre coitado e pobre.

 

e meu coração é um furacão,

minha razão é o culpado,

e o meu sofrimento é usado para dormir...

ou não.

 

Mas pensando em tudo

adoro tudo

tudo isso que acontece comigo

porque posso nelas dizer

que sou verdadeiro, fiel e maduro.

 

descobri que a minha auto-estima está acima de você

seu estúpido sentimentalista e afetivamente estúpida.

 

adeus e adeus

e não me apaixonem jamais,

pois sou demais para qualquer pessoa.

 

agora sim eu posso ser feliz.


blogs SAPO